ICMS 2016: Informe aos seus clientes

Estamos acompanhando as novas regras de tributação e recolhimento do ICMS em vigor desde o início deste ano e o especialista em e-commerce e palestrante, Raphael Lassance, acredita que o consumidor final deve ser informado do que está acontecendo e como isso irá impacta-lo, afim de trazer o cliente para o lado do varejista virtual.

Com isso, Raphael montou um template de email a ser enviado para a sua lista de clientes que informa a situação atual e inseri-lo dentro dessa discussão.

Confira abaixo a estrutura do email criado por Raphael Lassasse:

Objetivo deste template:

Oferecer aos gestores de e-commerce um modelo de conteúdo (template) para comunicar aos seus clientes o impacto das novas regras da ICMS em suas operações.

Como usar: 

Copiar e colar o texto abaixo no e-mail que será enviado aos seus clientes. Use como está ou o customize como achar melhor. Pode e deve ser usado livremente e sem nenhuma restrição.

Recomendações de Assuntos para este e-mail:

Precisamos de sua ajuda.
Más notícias… pode nos ajudar?

Sugestão de texto para o e-mail:

Caro cliente,
Infelizmente este não é um e-mail com boas notícias e vamos lhe explicar o porquê.

A partir do dia 01/01/2016 os governos estaduais alteraram a tributação e a forma de arrecadação do imposto ICMS (Convênio ICMS 87/2015) que impactaram diretamente nos prazos e nos custos de todas as lojas virtuais, inclusive a nossa. Os detalhes podem ser vistos aqui, aqui e aqui (reportagem do Jornal Nacional – TV Globo).

É um golpe forte e que inviabilizará diversas operações, principalmente as menores como já começou a acontecer. Veja aqui o caso da loja virtual de cervejas O Caneco e aqui a de alto falantes Celestion, que tiveram que encerrar suas operações por causa desta lei.

Vamos fazer de tudo para seguirmos em frente, mas infelizmente teremos que nos adequar às novas regras e na prática isso quer dizer:

Prazos de entrega mais longos devido ao aumento da burocracia necessária para expedir os pedidos. Antes tínhamos que realizar 5 tarefas por pedido, agora são 12. Elas estão perfeitamente detalhados no artigo do gestor de e-commerce Igor Gaelzer aqui.

Produtos mais caros. Com impostos mais altos e a necessidade de novas contratações para realizar estas novas tarefas, seremos obrigados a repassar estes custos adicionais aos clientes, você, caso contrário seremos obrigados a encerrar nossa operação e deixar de lhe atender. Isso é a última coisa que queremos.

Não é uma situação confortável para nós, mas temos obrigação de explicar aos nossos clientes o que está acontecendo. O Governo, que deveria nos ajudar – os pequenos e médios empresários: reais heróis diante de tanta instabilidade e insegurança – nos penaliza de forma dura e cruel com sua insaciável gana por arrecadação e burrocracia.

Não sabemos exatamente quando os ajustes de prazo e preço serão feitos, mas caso este cenário não mude o faremos em breve e estamos muito tristes por isso. Uma pena.

Diante disso, precisamos da sua ajuda e você pode fazer das seguintes maneiras:

  • Encaminhar esta mensagem para seus amigos, deixando todos a par deste novo golpe baixo do Governo aos empresários.
  • Mandar um e-mail para o Governador de seu estado pedindo ajustes imediatos nesta Lei. O e-mail de cada um pode ser visto aqui.
  • Assinar esta petição aqui.
  • Compartilhar este documento nas redes sociais: Linkedin, Facebook,Twitter.

De antemão, agradecemos pela ajuda e pedimos desculpas por ter que chegar ao ponto de lhe enviar esta mensagem. Obviamente não esperamos que goste das novidades, mas que ao menos entenda o que está acontecendo neste exato momento.

De mais um empresário frustrado com a realidade do nosso país.

Nome do diretor executivo (CEO) ou pessoa responsável pelo atendimento.
NOME DA EMPRESA

Como o próprio Raphael citou, esse é apenas um modelo e você altera-lo, adaptando-o para seus clientes.

Fonte: E-commerce Brasil

No Comments Yet.

Leave a comment